É possível que os segurados do INSS que residem no exterior recebam os valores relativos ao benefício previdenciário diretamente na conta bancária do país de residência – desde que o país tenha Acordo de Previdência Social com o Brasil.

Para isso, é necessário protocolar um Requerimento Administrativo junto ao INSS (trata-se de um processo administrativo, que tramita no próprio INSS), acompanhado de documentos obrigatórios.

Neste caso, os valores são depositados diretamente na conta-corrente indicada (é possível escolher a instituição bancária do país de residência) e a remessa dos valores não tem custo para o segurado.

Diversos são os países acordantes. Entre eles, encontram-se: Alemanha, Argentina, Bélgica, Bolívia, Cabo Verde, Canadá, Chile, Coréia, Equador, Espanha, Estados Unidos, França, Grécia, Itália, Japão, Paraguai, Peru, Portugal, Suíça e Uruguai.

Artigo escrito por Sonilde Lazzarin e Helena Lazzarin

Desenvolvido por WD Sites - Criação de Sites!